Seguidores

Quem sou eu

Tema do Trabalho:Origem e Evolução dos peixes Turma:3B

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Água Doce Ou Salgada

A principal diferença entre a água doce e salgada reside no conteúdo em sal. A salinidade, ou seja o teor em sais dissolvidos, tem uma enorme influência, na biologia dos animais aquáticos, nomeadamente no equilíbrio dos processos fisiológicos. Os líquidos corporais dos animais marinhos são menos concentrados do que água do mar, levando os animais a perderem água para estabelecerem um equilíbrio. Em contrapartida, são obrigados a beberem muita água, enquanto fazem pouca urina, muito concentrada. Nos rios e lagos de água doce dá-se o fenómeno inverso, ou seja: os líquidos corporais são mais concentrados que os ambientais, fazendo que os peixes absorvam água, produzindo grandes quantidades de urina muito diluída. Estes complexos processos fisiológicos são o resultado de um longo processo evolutivo que resultou numa completa adaptação do animal ao meio ambiente. Por esta razão, a maior parte dos peixes restringe a sua vida a um tipo de água.
Migrações
Muitas espécies de peixes (principalmente os pelágicos) realizam migrações regularmente, desde migrações diárias (normalmente verticais, entre a superfície e águas mais profundas), até anuais, percorrendo distâncias que podem variar de apenas alguns metros até várias centenas de quilómetros e mesmo pluri-anuais, como as migrações das enguias.Na maior parte das vezes, estas migrações estão relacionadas ou com a reprodução ou com a alimentação (procura de locais com mais alimento). Algumas espécies de atuns migram anualmente entre o norte e o sul do oceano, seguindo massas de água com a temperatura ideal para eles. Os peixes migratórios classificam-se da seguinte forma:
diádromospeixes que migram entre os rios e o mar:
catádromos peixes que vivem nos rios, mas se reproduzem no mar;
anfídromos peixes que mudam o seu habitat de água doce para salgada durante a vida, mas não para se reproduzirem (normalmente por relações fisiológicas, ligadas à sua ontogenia);
potamódromos peixes que realizam as suas migrações sempre em água doce, dentro dum rio ou dum rio para um lago;
oceanódromos peixes que realizam as suas migrações sempre em águas marinhas.

Os peixes anádromos mais estudados são os salmões





salmão - reproduz-se e passa grande parte da sua vida nos rios, migrando mais tarde para o mar onde atinge a maturidade sexual.



O exemplo mais estudado de catadromia é a enguia européia que migra cerca de 6000 km


enguia - reproduz-se no oceano, migrando depois para águas doces onde passa a maior parte da sua vida.

Nenhum comentário: